Invent

Artigo 8: Glossário em Telecom


 

 A
Acesso Múltiplo por Divisão de Código (“CDMA”)
Técnica de transmissão digital utilizada em sistemas de radiocomunicação. Consiste na transmissão de sinais por espalhamento espectral em que os usuários utilizam a mesma faixa de freqüências durante todo o intervalo de tempo. No sistema telefônico móvel celular, permite que um grande número de usuários acessem simultaneamente um único canal da Estação Radiobase sem interferências.

Acesso Múltiplo por Divisão de Tempo (“TDMA”)
Técnica de transmissão digital utilizada em sistemas de radiocomunicação. Em um sistema telefônico móvel celular com padrão TDMA vários móveis se revezam, no tempo, na transmissão/recepção sob a mesma freqüência compartilhada.

Anatel
Agência Nacional de Telecomunicações. Criada em julho de 1997, é o órgão do governo federal responsável pela regulamentação e fiscalização do mercado nacional de telecomunicações.

Área Local
Espaço geográfico fixado pela Concessionária de STP, em função de critérios técnicos, independente de divisão político-geográfica.

Área de Numeração Fechada
Área de prestação de serviços públicos de telecomunicações em que todos os assinantes a ela pertencentes, podem se comunicar digitando apenas o Número de Assinante, excetuando-se o caso de chamada automática local a cobrar.

ATM
Permite a transmissão e comutação de informações, implementando redes de dados muitiserviço (voz, dados e vídeo). São redes orientadas à conexão, devendo-se criar um circuito que liga dois pontos antes de iniciar a transmisão de dados pelo protocolo ATM.

B

BACKHAUL
É a extensão dentro do país de uma linha de comunicação internacional. Por exemplo, o cabo submarino Amercias-II, que termina em Fortaleza, necessita de backhaul para chegar até São Paulo e Rio de Janeiro, onde estão a maioria de seus usuários.

Bandwidth (Largura da Banda)
Termo que (na linguagem comum) designa a quantidade de informação passível de ser transmitida por unidade de tempo, num determinado meio de comunicação (fio, onda rádio, fibra óptica etc). Normalmente medida em bits por segundo, kilobits por segundo, megabits por segundo, kilobytes por segundo, megabytes por segundo. Em canais analógicos, a largura de banda é medida em hertz, mas é comum falar-se sempre em Kbps, Mbps etc.

Browser
Programa utilizado para acessar e interpretar arquivos HTML, existentes na Web, formatando-os e exibindo-os para o usuário. A maioria dos browsers pode também exibir arquivos de vídeo ou som.

C

CDR
Sigla em Inglês para Registro de Detalhes de Chamadas. São registros que contêm todas as informações necessárias para que o sistema de faturamento (Billing System) de uma empresa de telecomunicações possa cobrar do cliente ou de terceiros. São registradas informações como tipo de chamada, duração, facilidades para uso, o número do chamador e do destino. Os CDRs são também utilizados para dimensionamento das centrais de computação, análise de tráfego, etc.

Célula
Seqüência de bits com tamanho fixo. A célula possui um cabeçalho que indica o destino da mensagem, nó a nó, através da rede. É usada, principalmente, pelo protocolo ATM. Definição da Anatel: Região geográfica, dentro de uma área de localização, iluminada por uma Estação Radiobase.

Chamada Fixo-Móvel
Chamada originada por Assinante ou usuário do Serviço Telefônico Público destinada a Assinante do SMC.

Chamada Inter-Redes
Chamada, de âmbito interior ou internacional, entre assinantes do Serviço Móvel Celular, ou, entre Assinante do Serviço Móvel Celular e Assinante ou Usuário do Serviço Telefônico Público, envolvendo o uso de Redes de mais de uma Entidade.

Chamada Móvel-Fixo
Chamada originada por Assinante do SMC destinada a Assinante do Serviço Telefônico Público.

Chamada Móvel-Móvel
Chamada realizada entre Assinantes do SMC.

Código de Central
A identificação de uma central local dentro de uma Área de Numeração Fechada cujo formato é [XYZ], no caso da numeração a 7 (sete) dígitos ou [XYZW], no caso da numeração a 8 (oito) dígitos.

Código Nacional
A identificação de uma Área de Numeração Fechada da rede pública de telecomunicações ou de um acesso a um serviço com abrangência nacional, cujo formato é [AB].

Coligada
Uma pessoa jurídica será considerada coligada a outra se uma detiver, direta ou indiretamente, pelo menos vinte por cento de participação no capital votante da outra, ou se o capital votante de ambas for detido, direta ou indiretamente, em, pelo menos, vinte por cento por uma mesma pessoa natural ou jurídica. Caso haja participação de forma sucessiva em várias pessoas jurídicas, deve-se calcular o valor final da participação por intermédio da composição das frações percentuais de controle em cada pessoa jurídica da linha de encadeamento.

Concessionária de SMC
Entidade que explora o SMC em uma determinada Área de Concessão conforme os termos da regulamentação pertinente e do contrato de concessão.

Concessionária de STP
tidade que explora o Serviço Telefônico Público (STP).

Criptografar
O mesmo que converter um arquivo num código secreto, com propósito de segurança, para que as informações nele contidas não possam ser utilizadas ou lidas até serem decodificadas. FIREWALL Dispositivo que controla a troca de informações entre a Internet e um computador ligado a ela. Impede que usuários não autorizados entrem neste computador, via Internet, ou que dados de um sistema que possam ser acessados por esse computador sejam utilizados sem a prévia autorização. JAVA Linguagem de programação, orientada a objetos, desenvolvida pela Sun Microsystems, similar ao C++ , que permite o desenvolvimento de aplicações que podem utilizar desenhos, textos e pinturas animadas e/ou interativas.

CTI
Sigla em Inglês para Sistema Integrado de Computador e Telefone. Gerencia as chamadas telefônicas de uma central de atendimento, sincronizando dados e voz, ou seja, a ligação é atendida pela operadora (agente) de forma personalizada, pois todas as informações do cliente chegam simultaneamente com a voz. As chamadas telefônicas podem ser gerenciadas por um micro, eliminando totalmente o uso de aparelhos telefônicos. Também é possível alternar o recebimento de chamadas telefônicas (convencionais ou via WEB, faxes, e-mails e arquivos) e direcioná-los a um grupo de operadores responsáveis por tratá-los.

    D

DCME
Digital Compressor and Multiplexing Equipment: É o dispositivo que permite a otimização do uso das linhas de comunicação entre centrais telefônicas, através da compressão da voz. Permite economia de sete a 16 vezes sobre o custo de uma linha sem compressão.

DCMS
Sistema de Multiplicação de Circuito Digital: Este equipamento é instalado para comprimir canais de vozes.

DETRAF

Documento de Declaração de Tráfego e de Prestação de Serviços.

DNS
Domain Name Server – Máquina que traduz números para nomes. Por exemplo 1.2.3.4 pode ser conhecido como www.xpto.com.br

DOMSAT (Satélite Doméstico)
Trata-se da rede de satélite doméstico, que inclui Rio de Janeiro, Campo Grande, Manaus, Cuiabá, Macapá, Porto Velho, Rio Branco e Boa Vista.

E

Empresa Exploradora de Troncos Interestaduais e Internacionais
Entidade autorizada a explorar industrialmente o serviço de transporte integrado de telecomunicações, constituído pela operação dos circuitos portadores comuns que interligam os centros principais de telecomunicações.

Entidade
Nome genérico que designa uma Concessionária de STP, uma Concessionária de SMC, ou Empresa Exploradora de Troncos Interestaduais e Internacionais.

Entidade Credora
Entidade a qual é devido valor, pelo uso de sua Rede na realização de uma Chamada Inter-Redes.

Entidade Destino do DETRAF
Entidade para a qual, a Entidade Emissora do DETRAF, elabora o documento.

Entidade Devedora
Entidade que deve valor à Entidade Credora, pelo uso de Rede desta última, na realização de uma Chamada Inter-Redes.

Entidade Emissora do DETRAF
Entidade responsável pela emissão do DETRAF.

ERP
Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão: Software para gestão empresarial que suporta grande parte dos processo operacionais de uma emrpesa. Para a Intelig Telecom, dentre os ERP´s disponíveis no mercado, foi selecionado o R/3, desenvolvido e comercializado pela SAP.

Estação Móvel
Estação do Serviço Móvel Celular que pode operar quando em movimento ou estacionada em lugar não especificado.

Estação Móvel Local
Estação Móvel que se encontra em sua Área de Registro.

Estação Móvel Visitante
Estação Móvel que se encontra em Área de Registro distinta daquela a que pertence.

Estação Radiobase (ERB)
Estação fixa de SMC usada para radiocomunicação com estações móveis.

E/S (Estação Terra)
A estação onde encontra-se o grupo de equipamentos neces-sários para receber, processar e transmitir o sinal de satélite.

Exploração Industrial de Linha Dedicada
Modalidade de exploração industrial de serviço de telecomunicações em que uma Concessionária de Serviço Telefônico Público ou a Empresa Exploradora de Troncos Interestaduais e Internacionais fornece a qualquer Exploradora de Serviço de Telecomunicações, mediante remuneração preestabelecida, Linha Dedicada com características técnicas definidas, para prestação, por esta última, de serviços a terceiros.

Exploração Industrial de Serviços de Telecomunicações
Forma particular de exploração em que uma entidade exploradora de serviços de telecomunicações fornece seus serviços a outra entidade exploradora. Mediante remuneração preestabelecida, para prestação, por esta última, de serviços a terceiros

F

Firewall
Dispositivo que controla a troca de informações entre a Internet e um computador ligado a ela. Impede que usuários não autorizados entrem neste computador, via Internet, ou que dados de um sistema que possam ser acessados por esse computador sejam utilizados sem a prévia autorização.

Frame Relay
Tecnologia de comutação de pacotes que organiza os dados em unidades de tamanho variável denominadas “frames” que não implementa mecanismos de retransmissão de dados devido a erros, o que acelera o trânsito da informação pela rede. É ideal para aplicações com tráfego em rajadas pois é capaz de alocar banda sob demanda. As conexões entre os “sites” do cliente são efetuadas através de PVC (Permanent Virtual Circuit), onde se define a garantia de banda desejada (CIR – Committed Information Rate).

FTP
File Transfer Protocol – Protocolo de transferência de arquivos. Permite que sejam enviados e recebidos arquivos a partir de um micro conectado à Internet. Muito popular pois efetua a transferência de forma mais efetiva, suprimindo uma série de campos usados em outros aplicativos, agilizando a cópia dos arquivos.

H

HCD
Home Country Direct: É o nome genérico de serviços como o Disca Brasil, que permitem que o usuário fora de seu país possam ligar para casa a cobrar, falando diretamente com uma operadora do seu país.

HMM
Horário de Maior Movimento: É a hora de pico para a qual Central de Atendimento está dimensionada, momento em que tem o maior número de operadores trabalhando. A equipe de atendimento é dividida em escalas que são planejadas para atender o movimento de acordo com a previsão.

HPA
Amplificador de Grande Capacidade: Amplifica a potência do sinal transmitido.

I

Início de Operação Comercial do Serviço
Data (dia, mês e ano) em que as contas de serviço de Assinante começam a ser faturadas regularmente pela Concessionária.

Interconexão
É a ligação entre redes de Concessionárias de SMC, de Concessionárias de STP e de Empresa Exploradora de Troncos Interestaduais e Internacionais com o fim de cursar o tráfego entre suas redes, para realizar a comunicação entre usuários.

Internet
Nome genérico que designa o conjunto de redes, os meios de transmissão e comutação, roteadores, equipamentos e protocolos necessários à comunicação entre computadores, bem como o “software” e os dados contidos nestes computadores.

IP
Sigla em Inglês de Protocolo da Internet (Internet Protocol). É o protocolo pelo qual os dados são enviados de um computador para outro na rede mundial. Como as mensagens digitais são divididas em “pacotes” de informação, que podem percorrer diferentes rotas pela rede afora, o IP funciona como um “entregador” desses pacotes, enquanto outro protocolo, o TCP (Transmission Control Protocol), funciona como o receptor que as recoloca em ordem no computador destinatário.

IPL
International Private Line/linha privativa internacional: É o serviço prestado pela Intelig Telecom, em conjunto com um parceiro no exetrior, que permite ao cliente estabelecer comunicação entre dois pontos, um em cada país, para aplicações de voz, dados e imagem. Pode ser oferecido em diversas velocidades, conforme a aplicação.

IVR
Sigla em Inglês de Sistema de Resposta Interativa de Voz, que permite ao usuário de telefone acessar sistemas informatizados. Com as teclas do telefone ou comando pela própria voz, é possível inserir dados nos sistemas das empresas, permitindo que os usuários comuns possam obter informações, utilizar produtos e serviços remotamente, via telefone ou fax.

J

Java
Linguagem de programação, orientada a objetos, desenvolvida pela Sun Microsystems, similar ao C++ , que permite o desenvolvimento de aplicações que podem utilizar desenhos, textos e pinturas animadas e/ou interativas.

L

Linha Dedicada
Circuito dedicado de telecomunicações com características técnicas apropriadas para o transporte de sinais analógicos, sinais de telegrafia ou sinais digitais.

LNA
Amplificador de Baixo Ruído: Amplifica o sinal que chega fraco na antena.

N

Nível de Serviço
Esse indicador mostra quantas ligações foram atendidas dentro dos parâmetros definidos como razoáveis, aceitáveis, pela gerência da operação. Por exemplo: atender 90% das ligações em até 10 segundos. O serviço é um indicador que, calculado minuto a minuto, apresenta os números para a gerência da operação.

Número de Assinante
O número formado pelo Código de Central seguido de uma combinação de algarismos [MCDU] que distingue um Assinante dos demais, dentro deste Código de Central.

Número Nacional
O número que identifica um dado Assinante na rede pública de telecomunicações, formado pelo Código Nacional da Área de Numeração Fechada à qual pertence o Assinante seguido pelo Número de Assinante.

    O

OSS
One Stop Shopping: É o acordo entre operadoras internacionais que permite que uma delas ofereça serviços completos, incluindo a parte provida pela outra, para seus clientes. Isto inclui tanto os aspectos de pedido/contrato como o faturamento/pagamento.

    P

PA
Posição de Atendimento. É o local de trabalho do operador de uma central de atendimento. Uma PA é composta de mesa, cadeira, computador, e equipamento telefônico.

Pacote
Seqüência de bits (menor quantidade possível de informação transmitida) com tamanho variável. Cada pacote possui um cabeçalho com dados sobre a origem e destino das mensagens, que serão usados para encaminhar o pacote pela rede. É usado pelos protocolos de comunicação de dados Frame Relay, IP, entre outros.

Paging
Vide definição de Serviço Especial de Radiochamada e Serviço Limitado Privado de Radiochamada.

Pessoa Jurídica Coligada
Uma pessoa jurídica será considerada coligada a outra se uma detiver, direta ou indiretamente, pelo menos, 20% (vinte por cento) de participação no capital votante da outra, ou se o capital votante de ambas for detido, direta ou indiretamente, em pelo menos 20% (vinte por cento) por uma mesma pessoa natural ou jurídica. Caso haja participação de forma sucessiva em várias pessoas jurídicas, deve-se calcular o valor final da participação por intermédio da composição das frações percentuais em cada pessoa jurídica da linha de encadeamento.

Ponto de Conexão
Local de uma entidade fornecedora no qual está disponível para uma entidade solicitante, com base em, disposições contratuais, determinada capacidade de transmissão de sinais mediante a utilização de Linha Dedicada.

POI
Ponto de Interconexão: é parte de uma rede que funciona como ponto de entrada ou saída para o tráfego que percorre a interconexão com outra rede. É o ponto de referência para definição dos deveres e obrigações de cada uma das partes envolvidas no contrato de interconexão.

Ponto de Interconexão à Internet
Ponto através do qual o Usuário ou Provedor de Serviços de Informação se conecta à Internet.

POP
Ponto de Presença: local de uma operadora onde existe disponibilidade de acesso à rede própria.

PPI
Ponto de Presença para Interconexão: assim como o POI, é um ponto de referência para definição dos deveres e obrigações das partes envolvidas no contrato de interconexão. A diferença é que o PPI é um acesso remoto para entrada e saída de tréfego destinado a um POI.

Prefixo Nacional
O algarismo 0 (ZERO) que deve ser digitado antes do Número Nacional ao se efetuar uma chamada telefônica para uma outra Área de Numeração Fechada, outras redes ou serviços.

Provedor de Serviço de Conexão à Internet
Entidade que presta o Serviço de Conexão à Internet.

Provedor de Serviço de Informações
Entidade que possui informações de interesse e as dispõem na Internet, por intermédio do Serviço de Conexão à Internet.

PVC
O Circuito Virtual Permanente é uma modalidade de conexão de longa duração estabelecida entre dois pontos pela gerência da rede.

R

Rede
Nome genérico que designa a Rede Local, Rede Interurbana, Rede Internacional ou Rede Móvel de uma Entidade.

Rede Interurbana
Conjunto de instalações, centros de comutação, e meios de telecomunicações e transmissão, da Concessionária de STP e da Empresa Exploradora de Troncos Interestaduais e Internacionais, suporte à prestação do Serviço Telefônico Público dessas Entidades, através da interligação das Redes Locais entre si.

Rede Local
Conjunto de instalações, centros de comutação, e meios de telecomunicações e transmissão da Concessionária de STP, suporte à prestação do Serviço Telefônico Público dessa Entidade em Áreas Locais.

Rede Móvel
Conjunto de instalações, centros de comutação, e meios de telecomunicações e transmissão da Concessionária de SMC, suporte à prestação do Serviço Móvel Celular dessa Entidade.

S

Serviço Aberto à Correspondência Pública
Categoria de serviço de telecomunicações destinado à intercomunicação entre seus usuários e fornecido indiscriminadamente a qualquer pessoa por meio de equipamentos terminais de uso individual ou terminais de uso coletivo ou, ainda, postos de serviço livremente acessíveis.

Serviço de Conexão à Internet
Nome genérico que designa Serviço de Valor Adicionado que possibilita o acesso à Internet a Usuários e Provedores de Serviços de Informações.

Serviço de Valor Adicionado
Serviço que acrescenta a uma rede preexistente de um serviço de telecomunicações, meios ou recursos que criam novas utilidades específicas, ou novas atividades produtivas, relacionadas com o acesso, armazenamento, movimentação e recuperação de informações.

Serviço Móvel Celular (SMC)
Serviço de telecomunicações móvel terrestre, aberto à correspondência pública, que utiliza sistema de radiocomunicações com técnica celular, interconectado à rede pública de telecomunicações, e acessado por meio de terminais portáteis, transportáveis ou veiculares, de uso individual.

Sistema de Telecomunicações Móvel Celular
Sistema de telecomunicações composto de uma Central de Comutação e Controle, Estações Radiobase e Estações Móveis, que permite a comunicação entre Estações Móveis ou entre estas e a Rede Telefônica Pública Comutada.

SVC
Significa Circuito Virtual Comutado, responsável pela transmissão de dados de uma máquina para outra através de um circuito criado virtualmente por demanda.

T

Tarifa de Uso
Nome genérico que designa uma Tarifa de Uso de Rede Local, uma Tarifa de Uso de Rede Interurbana ou uma Tarifa de Uso de Rede Móvel.

Tarifa de Uso de Comutação (TU-COM)
Esta tarifa também remunera uma prestadora de STFC, por unidade de tempo, na modalidade longa distância, mas somente quando a sua comutação é utilizada em uma chamada de longa distância.

Tarifa de Uso de Rede Interurbana (TU-RIU)
Valor que remunera uma dada Concessionária de STP, ou Empresa Exploradora de Troncos Interestaduais e Internacionais, por unidade de tempo, pelo uso de sua Rede Interurbana na realização de uma Chamada Inter-Redes.

Tarifa de Uso de Rede Local (TU-RL)
Valor que remunera uma dada Concessionária de STP, por unidade de tempo, pelo uso de sua Rede Local na realização de uma Chamada Inter-Redes.

Tarifa de Uso de Rede Móvel (TU-M)
Valor que remunera uma dada Concessionária de SMC, por unidade de tempo, pelo uso de sua Rede Móvel na realização de uma Chamada Inter-Redes.

TCP
Transport Control Protocol – Permite o transporte das informações entre as várias redes conectadas que constituem o backbone (rede principal de informação), tanto da Internet quanto de uma rede privada de comunicação ou de uma rede local de micros. Atua em conjunto com o IP (Internet Protocol, que envia dados de um computador para o outro pela rede), utilizando os endereços desta para efetuar o transporte.

Técnica Celular
Técnica que consiste em dividir uma área geográfica em sub-áreas, denominadas células, atribuindo-se a cada célula uma freqüência ou grupos de freqüências, permitindo-se a sua reutilização em outras células.

Termo de Compromisso
Documento, emitido pela prestadora do Serviço Móvel Celular, a ser entregue ao usuário do Plano de Serviço Pré-Pago, antes ou concomitantemente à sua habilitação, onde deverá constar a regulamentação do Plano de Serviço Pré-Pago, especificações e condições de uso do serviço, migração entre os diversos planos de serviço, habilitação, assinatura, possíveis limitações do Plano de Serviço Pré-Pago em relação ao Plano Básico do SMC e a aquiescência do usuário do Plano de Serviço Pré-Pago com os termos citados no documento a partir do início da utilização do Plano de Serviço Pré-Pago.
U

URA
Unidade de Resposta Audível (em Inglês, Interactive Voice Response, IVR) Equipamento similar a uma secretária eletrônica que atende o cliente através de mensagens gravadas. Graças à URA o cliente pode escolher o serviço desejado teclando um código no seu aparelho telefônico e, em alguns casos, obter informações sem ter que falar com o operador (exemplo: saldo bancário, limite de crédito, data de vencimento da fatura, etc).

V

VPN
Sigla em Inglês de Rede Virtual Privada, rede que utiliza a infraestrutura pública de telecomunicações mantendo a privacidade graças a um protocolo especial e a procedimentos de segurança. Pode ser usada para transmissão de dados (IP-VPN, na Internet), bem como para transmissão de voz (Voice VPN).

 

 

Visit also our social profiles:

Scroll to top