Invent

Artigo 10: Cidade Digital


Conceito

O conceito de Cidade Digital envolve a implementação de uma estrutura de rede digital e de facilidades computacionais para prover redes e sistemas para uso local.

Esse conceito tem duas abordagens distintas:

1. Governo Eletrônico

Cidade digital é uma iniciativa para interligar através de redes digitais todos os prédios e sistemas do governo local para reduzir a burocracia e aumentar a oferta de serviços públicos à população local. Essa redes permitem o acesso à Internet mais generalizado para o governo e para as escolas públicas locais.

Essas iniciativas vêm sempre atreladas ao acesso a esses serviços através da Internet, ou seja, implementando sistemas de Governo Eletrônico (eGov).

2. Inclusão Digital

Cidade digital é uma iniciativa do governo local para oferecer acesso à Internet de forma gratuita ou com custo baixo para a população através de telecentros e oferta de acesso residencial. Normalmente esse acesso se estende também às escolas públicas locais.

Seja qual for o conceito escolhido, o caso mais interessante ocorre quando o governo local decide usar as duas abordagens, ou seja, implementar o Governo Eletrônico e a Inclusão Digital, impulsionando também provedores de conteúdo para permitir que a população faça cada vez mais parte da sociedade do conhecimento.

Tecnologias

As tecnologias de rede digitais de acesso utilizadas variam de cidade para cidade. A mais usuais são apresentadas a seguir.

1. Redes Wi-Fi e WiMesh

As primeiras cidades digitais foram implementadas usando a tecnologia de redes sem fio Wi-Fi, na faixa de 2,4 GHz, principalmente por que essa faixa pode ser utilizada sem a necessidade de obtenção de licensa da Anatel. Além disso, com a grande popularização do Wi-Fi, o custo de implementação dessas redes tornou-se bastante mais um fator facilitador para esses projetos.

Com o aparecimento da tecnologia WiMesh, as redes Wi-Fi puderam ter a sua cobertura ampliada, o que facilitou também o seu crescimento.

Para maiores informações sobre essas tecnologias acesse: www.teleco.com.br/wifi.asp.

 

2. Redes WiMax

Com o desenvolvimento das redes sem fio (wireless), surgiu o novo padrão WiMax, que pretende ser uma solução mais confiável e com maior capacidade para implementar redes digitais de acesso, seja para interligar o governo, seja para fornecer acesso à Internet sem fio.

Com essa tecnologia, em cidades pequenas será possível implementar redes com poucas estações rádiobase, que permitam o acesso mais seguro e confiável à rede.

Além disso, caso se decida fornecer o mesmo tipo de serviço para a zona rural da cidade, essa tecnologia também permite implementar rede com maior cobertura para atender esse usuários.

Para maiores informações sobre essas tecnologias acesse: www.teleco.com.br/wimax.asp.

 

3. Redes Mistas

Apesar de serem menos utilizadas, as redes mistas são aquelas que utilizam infra-estrutrura de fios ou mesmo ópticas para formar o núcleo central da rede, e que utlizam os acessos sem fio para chegar aos usuários finais, sejam eles do governo ou a população para acesso à Internet.

Para maiores informações sobre redes ópticas ou com fios, acesse: www.teleco.com.br/tutoriais.asp.

Cidades Digitais no Brasil

No Brasil foram implementadas várias Cidades Digitais, com abordagens distintas. O links abaixo apresentam algumas dessas implementações.

Estado

Cidade

Links

AM

Parintins Intel: Caso ParintinsBlogs: Ricardo´s Blog Parintins

MG

Tiradentes Governo: Tiradentes DigitalCisco: Caso Tiradentes

MG

Ouro Preto Intel: Caso Ouro PretoUniversidade: Cidade Digital – UFOP

RJ

Piraí

Governo: Piraí Digital

RJ

Macaé

Motorola: Caso Mcaé

RS

Porto Alegre

Procempa:POA Digital

SP

Sud Mennucci

Governo: Internet via wi-fi

SP

São José do Rio Preto

CPqD: Caso São José doRio Preto

Governo: Empro

 

Fonte: http://www.teleco.com.br/cidadesdigitais.asp

Visit also our social profiles:

Scroll to top