Invent

Notícias


TCS Notícias 042/2016: Pós-Jogos, Rio negocia com Embratel e Cisco megarede de Telecom

Agora não é mais trabalhar para viabilizar uma PPP – Parceria Público-Privada, mas, sim, sentar e integrar os esforços feitos para a construção da infraestrutura de Telecomunicações dos Jogos Olímpicos, afirma o secretário municipal da Ciência, Tecnologia e Inovação, Franklin Coelho. Segundo ele, pós-Rio2016, há a intenção de integrar a rede própria da prefeitura com 460 km de fibra óptica à infraestrutura óptica construída pela Embratel para o evento. 

“Serão quase 800 Km de rede disponível. Queremos também ficar com os rádios e o Wi-Fi que a Cisco está montando. Com a conectividade real, o Rio se consolida como uma cidade inteligente. Um legado real dos Jogos Olímpicos”, aponta Coelho, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Rio Info 2016. A formação de mão de obra especializada atenta às inovações, como as mídias sociais. Assistam a entrevista.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42921&sid=133

Dep. MKT TCS 

Leia mais...


TCS Notícias 041/2016: Se comprar Level 3, Google encara mercado de Telecom no Brasil

O rumor que mobilizou a semana nos Estados Unidos foi a possível compra da Level 3, provedora de infraestrutura de rede e serviços, pelo Google, Alphabet. O negócio permitiria à empresa de Internet expandir a sua rede de fibra ótica em nível mundial e não esconde que poderia fazer uma oferta pela fornecedora de serviços de rede de fibra. Em janeiro, aliás, o Google e a Level 3 assinaram um acordo de interligação de rede.

Há um certo ceticismo no mercado com relação à essa aquisição, uma vez que a Level 3 tem um perfil comprador, mas é fato que o Google também quer expandir suas ações no mercado de Telecom e a junção das empresas cria uma gigante de infraestrutura. Mas o mercado reagiu como sempre: as ações da Level 3 na bolsa norte-americana tiveram uma alta considerável com a possibilidade da transação.

Em 2011, a Level 3 adquiriu a Global Crossing por US$ 1,9 bilhão e, em outubro de 2014, comprou a TW Telecom, por US$ 5,3 bilhões. Ela fornece serviços de rede longa distância e de acesso à internet, e concorre nos EUA com a AT&T e Verizon Communications, bem como provedores menores como a Zayo Holdings, no mercado de redes metropolitanas.

No Brasil, essa aquisição teria um impacto forte no mercado e poderia vir a ser o pontapé oficial do Google no mercado de telecom. Hoje, a Level 3 possui no total 29 mil quilômetros de cabo, além de acordos de cooperação com diversas empresas, entre elas, ditribuidoras de energia.

A rede se estende de Porto Alegre a Fortaleza, passando por cidades e regiões como Vale do Itajaí, Curitiba, Londrina, São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza. Há três anos a empresa tem realizado investimentos nos locais e, entre suas apostas estão os pequenos e médios provedores (ISPs) e as redes de distribuição de conteúdo (CDN). A Level 3 também possui 3 data centers de porte no país.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42978&sid=8

Dep. MKT TCS 

Leia mais...


TCS Notícias 040/2016: Games: mercado de US$ 3 bilhões e em franca expansão no Brasil

 

A retenção no país dos profissionais desenvolvedores de games é um desafio enfrentado pelas empresas brasileiras, num mercado que movimenta cerca de U$3 bilhões de um universo mundial de U$ 102bilhões. 

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Rio Info 2016, os especialistas Dario Souza, CEO e Founder da Gazeus, Adrian Laubisch, diretor de novos projetos da Aiyra, Arthur Protásio, sócio-fundador da Fableware e Carlos Estigabiarria, CEO da Leela Games falam como o país pode aumentar a sua presença no mercado internacional. 

Eles também dão dicas para os jovens interessados em trabalhar com games. Mas o recado é claro: é um negócio e exige dedicação. Assistam.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42930&sid=133

Dep. MKT TCS 

Leia mais...


TCS Notícias 039/2016: Monitoração em tempo real é o negócio da Internet das Coisas

 

A Internet das Coisas ainda é pouco compreendida pelas empresas brasileiras, sustenta o líder em IoT da Dell Brasil, Fernando Cesar. Segundo ele, monitoração em tempo real é o negócio a ser pensado com os dispositivos conectados.

“Olhar os processos e saber quais podem ser monitorados; quais não estão sendo monitorados e quais estão mal monitorados é o caminho das empresas para fazerem negócio com Internet das Coisas”, salienta Fernando Cesar.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Rio Info 2016, o especialista sustenta ainda que tentar identificar o impacto da IoT hoje é comparável às análises feitas sobre o impacto da Internet há 20 anos. “Muitas projeções serão erradas. É uma revolução”, preconiza. Assistam a entrevista.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42911&sid=133

Dep. MKT 

Leia mais...


TCS Notícias 038/2016: Flamengo usa big data para cuidar da performance do time de futebol

O Big data e a análise de dados são prioridade no dia a dia de um clube de futebol como o Clube de Regatas do Flamengo. O fisiologista do clube, Alex Souto Maior, diz que a temporada de futebol no Brasil é insana e exige muito do jogador. 

“A análise de desempenho nos dá as informações precisas para cuidarmos dos nossos atletas. Estamos falando de futebol, de uma paixão do brasileiro, um jogador novo ou um craque não pode ficar machucando o tempo todo”, revela o especialista, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, concedida no Rio Info 2016, realizado de 04 a 06 de julho, no Rio de Janeiro.

Souto Maior diz que as mentes dos diretores do futebol estão ficando mais abertas para a importância da Tecnologia. Os próprios jogadores também já estão se adaptando à nova realidade. Assistam a entrevista.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42911&sid=133

Dep. MKT TCS 

Leia mais...


TCS Notícias 037/2016: 4G dispara em acessos, mas está presente em 9,6% dos municípios

O 4G tem sido a salvação econômica das operadoras móveis no Brasil em 2016 ao apresentar uma taxa constante de crescimento. O serviço cresceu 208% em 12 meses e chegou a 36,6 milhões de terminais ativos em maio, de acordo com dados da Anatel, divulgados na semana passada. Mas há uma questão a ser discutida: a cobertura ofertada. Mesmo que muito acima do que estabelece as diretrizes da Anatel para a aquisição das frequências, o 4G – como aconteceu com o 3G – cresce nos municípios de maior desempenho econômico e está presente em 558 municípios, com 55% da população economicamente ativa, ou 9,6% do total de municípios – 5770. 

Na disputa das teles, informam os números apurados pelo portal Teleco, a Vivo é a operadora com maior número de celulares 4G ativos com 13.481 milhões. A TIM desponta na segunda posição com 10.433 milhões. A Claro aparece na terceira posição com 7.044 milhões e a Oi na quarta posição com 4.650 milhões. A população atendida com o 4G ficou assim em junho: TIM (55,0%), Claro (48,2%), Vivo (47,2%), Oi (45,7%) e Nextel (5,1%).

As velocidades das redes LTE não são uniformes. Elas tendem a variar entre operadoras. Com dados de fevereiro, de um estudo da Open Signal, o portal Teleco informa que a Vivo possuia a maior velocidade de 4G no Brasil com média de 15 Mbps, seguida da Oi (13 Mbps), Claro (12 Mbps), Tim (9 Mbps) e Nextel (3 Mbps). 

Já o 3G – que perde base para o 4G de forma constante – está presente em 4.791 municípios do país, com pouco mais de 700 municípios, ou cerca de 6 milhões de brasileiros ainda sem serviço, ou 3,2% da população.

Mas é fato que em 2062 municípios, o serviço 3G é prestado sem concorrência e por apenas um único provedor. Isso representa que 21 milhões de brasileiros não têm acesso a disputa entre as operadoras. A concorrência entre as quatro grandes operadoras acontece em apenas 438 municípios, que atendem a 20,8% da população, ou 42.607.622 milhões.

*Com informações do portal Teleco

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42985&sid=17#.V4zo1PkrLIU

Dep. MKT TCS 

Leia mais...


TCS Notícias 036/2016: Linktel tem força-tarefa para garantir Wi-Fi gratuito na Rio 2016

Se a cobertura das arenas esportivas está sob a responsabilidade da Claro/Embratel/Net, a Linktel montou uma operação de guerra e quer ser a provedora de Wi-Fi dos turistas e dos moradores da cidade do Rio de Janeiro durante os Jogos Rio 2016. A empresa, que contabiliza cerca de 7000 hotspots no Brasil, montou 1200 hotspots na cidade e reforçou a cobertura em pontos estratégicos como a zona sul da cidade, em especial, Copacabana, que deverá reunir turistas para assistir aos jogos em telões.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, o presidente da Linktel diz que a TIM foi a única operadora a procurar a empresa e ampliou o acordo de compartilhamento – já feito para a Copa do Mundo – para o Rio 2016. A Linktel também atualizou seus sistemas e aumentou os acordos de roaming internacional com operadoras como a AT&T e a BT. “Os usuários dessas teles vão entrar em roaming automático na nossa rede. É como se eles estivessem no país deles”, explica Jonas Trunk.

A publicidade está garantindo o acesso gratuito dos turistas e moradores da cidade do Rio de Janeiro. “Já estamos fechando os acordos de patrocínio para garantir o acesso. O usuário vai ver uma propaganda e o acesso será bem simples. Na Copa do Mundo, fechamos com o MasterCard. Para a Rio 2016, ainda não podemos dizer os nomes dos patrocinadores porque não assinamos os contratos”, pontua o presidente da Linktel.

O acesso à rede da Linktel e será simplificado, mas o usuário terá de cumprir o cadastramento obrigatório por Lei: nome, telefone e CPF. Na Copa, o acesso chegou a 4 mega por usuário. Na Rio 2016, a expectativa é ficar em 2 Mega por usuário. “Fizemos uma infraestrutura para suportar em Copacabana, por exemplo, 20 mil pessoas simultâneas em um hotspot. Temos redundância e ampliamos o uso de fibra óptica para garantir estabilidade ao backhaul”, diz Jonas Trunk. 

O acesso patrocinado – sustenta ainda o executivo – não incomoda ao usuário. “O brasileiro está aderindo ao modelo. Ele vê uma publicidade e navega na rede sem gastar o seu pacote de dados, no caso, dos brasileiros. É bom lembrar que 70& da base de usuários do celular são do pré-pago. O Wi-Fi é uma maneira de economizar na conta de telefone”, completa o presidente da Linktel.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42923&sid=8

DEP> MKT TCS

Leia mais...


TCS Notícias 035/2016: A TCS acaba de lançar seu novo site para divulgação de uma solução de PABX IP ( IPIX )

A TCS acaba de lançar seu novo site para divulgação de uma solução de PABX IP ( IPIX ) que trabalhamos com muito orgulho a anos e que tem trazido muito eficiência e sucesso  para nossa operação, assim como aos nossos clientes (http://asteriskpabxip.net.br/index.htm ).

Diferente de seu antecessor (PABX tradicional) o nosso PABX IP é uma plataforma de comunicação completa, inteligente e extremamente versátil e que chamamos de IPIX. O IPIX é uma plataforma de comunicação de voz (PABX IP) baseada em software e pode ser instalada em diversos ambientes. Como essa tecnologia sua empresa ganha escalabilidade, gestão completa da Telefonia Fixa, redução dos custos entre as unidades, além de diversos recursos que ajudam sua organização a ganhar eficiência.

 

Recursos:

Quais seus benefícios :

1. REDUÇÃO DE CUSTOS

Fonte: WeSmart.

Esta é, com certeza, uma das maiores vantagens trazidas pela Telefonia IP. Utilizando a internet, ela realiza chamadas sem custos adicionais, tarifas ou preço de assinatura. Assim, é possível economizar até 70%com serviços de telefonia (investimento, suporte e manutenção).

2. MOBILIDADE

Poder fazer ligações com voz, vídeo ou imagens de qualquer lugar com acesso à internet é outro grande chamariz. Hoje, as companhias precisam se comunicar das mais diferentes maneiras e dos mais variados locais. Muitos funcionários trabalham, inclusive, de forma remota, o que com a telefonia convencional acarretaria em muitas limitações e altos custos na comunicação.

3. INTEGRAÇÃO

Sim, a possibilidade de convergência entre voz e dados torna as chamadas bem mais versáteis, práticas e eficientes. À medida que a banda larga se torna mais acessível, um número maior de pessoas pode usufruir de um sistema comunicacional integrado, de fácil e ágil utilização. Para as organizações esse benefício se traduz em maiores resultados de negócios.

4. SERVIÇOS INTELIGENTES

Além da integração entre diferentes métodos de se comunicar, a Telefonia IP permite personalizar funcionalidades para facilitar as operações e otimizar a gestão do trabalho. Com  aplicação específicas é possível criar notificações de chamadas, gravações, voice mail, fila de espera, entre outros recursos. Desse modo, a empresa consegue estabelecer total controle dos processos de dados e voz.

5. PRODUTIVIDADE

Com mais versatilidade na comunicação, chamadas que podem ser executadas independentemente do lugar e funcionalidades inteligentes há, por conseguinte, um ganho sobre a produtividade da equipe, que pode avançar até 45% .

Levando em conta todas essas questões não fica difícil perceber como soluções de Telefonia IP podem se tornar um verdadeiro diferencial competitivo dentro das corporações. Para conhecer as opções que estão ao seu alcance basta entrar em contato com a TCS e falar um pouco sobre suas principais necessidades.

 

Comparação entre o PABX IP ( IPIX ) com o PABX convencional ( TDM) 

 

Juntos nós podemos encontrar a melhor ferramenta para o seu caso. Entre em contato conosco por telefone ou Email que entraremos em contato.

Dep. Comercial : comercial@consultoriastelecom.com.br

site: (http://asteriskpabxip.net.br/index.htm )

 

Tel:

      (55 11) 2391-0383

Tel:

     (55 11) 4119-8570

TAG: PABX IP ; PABX IP ASTERISK ; TARIFADOR; CALLCENTER; ASTERISK; DISCADOR AUTOMÁTICO; URA ; CORREIO DE VOZ ; VOIP ; 4003 ; 0800 ; TARIFADOR PABX ; TARIFADOR ASTERISK ; DDR ; E1 ; GSM ; EBS ; PABX CONVENCIONAL; PABX DIGITAL ; PABX TDM ; GRAVADOR DE VOZ ; SIP ; IAX; RAMAL REMOTO ; PABX VIRTUAL ; RAMAL VIRTUAL ; CONFERENCIA ; ROTA DE MENOR CUSTO ;ECONOMIA EM LIGAÇÕES ; LIGAÇÕES GRÁTIS ENTRE FILIAIS ;

 

DEP. MKT TCS

 

 

Leia mais...


TCS Notícias 034/2016: Facebook, Twitter, Youtube e Microsoft vão remover discursos de ódio em 24 horas

A Comissão Europeia anunciou nesta terça, 31/5, que Facebook, Twitter, Youtube e Microsoft vão adotar medidas para remover rapidamente de suas aplicações na internet conteúdos que promovam violência e ódio, a partir de um código de conduta elaborado conjuntamente.

Conforme explica a CE, o acerto “incluirá o desenvolvimento permanente de procedimentos internos e formação do pessoal para assegurar que examinam a maioria das notificações válidas visando a remoção dos discursos ilegais de incitação ao ódio em menos de 24 horas e, se necessário, a remoção ou a impossibilidade de acesso a tais conteúdos”.

“Os recentes atentados terroristas recordaram-nos a necessidade urgente de tratar a problemática dos discursos ilegais de incitação ao ódio em linha. As redes sociais são, infelizmente, um dos instrumentos utilizados pelos grupos terroristas para provocar a radicalização dos jovens, bem como pelos racistas para divulgar a violência e o ódio”, afirmou a comissária de Justiça da UE, Vera Jourová.

Pelo código de conduta firmado entre as empresas de tecnologia e a Comissão Europeia, o alvo juridicamente definido é a “incitação pública à violência ou ao ódio contra um grupo de pessoas ou os seus membros definido por referência à raça, cor, religião, ascendência ou origem nacional ou étnica”. “Existe uma clara distinção entre liberdade de expressão e condutas que incitem à violência e ao ódio”, resumiu a responsável pela política pública para a Europa do Twitter, Karen White.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42504&sid=4

Dep. MKT TCS

Leia mais...


TCS Notícias 033/2016: Brasil é 42º em ranking global de conectividade

A empresa alemã de análise de mercado GfK, a mesma que começou a entrar no mercado de medição de audiência da televisão no Brasil, soltou nesta terça-feira, 10/5, um novo levantamento sobre o grau de conectividade à internet. No ranking com 78 países, o Brasil fica em 42º.

O relatório avalia o nível de conectividade a partir do uso de diferentes ‘dispositivos’ – computadores, tablets, notebooks, televisores, videogames, carros, casas, e-readers, ‘vestíveis’ e smartphones. E gradua o peso de cada um com o uso.

Vai daí que a análise indica um crescimento relevante em um ano no uso de ‘vestíveis’ (+10%) e de televisores (+11%). Mas os smartphones seguem como o principal aparelho para os consumidores se conectarem, respondendo por mais de 45% do índice global brasileiro. É uma proporção semelhante à média dos 78 países avaliados.

Nessa posição, o Brasil fica em segundo na América Latina, atrás do Chile (20º) e à frente de Colômbia (53º), Argentina (54º) e Peru (60º). Também aparece na frente da Rússia (43º), China (47º) e Índia(72º). Hong Kong lidera o ranking, seguida pela América do Norte (o estudo não separa EUA, Canadá e México) e pelos Emirados Árabes Unidos.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=42370&sid=4

DEP. MKT TCS

Leia mais...

Twitter


Entre em contato

E-mail: contato@consultoriatelecom.com.br
Tels: (55 11) 4119-8570

Translator

Portuguese flagItalian flagEnglish flagFrench flagSpanish flag

Visit also our social profiles:

Scroll to top